Ilha da Brava


Informações Úteis Destaques Produtos e Serviços Galeria de Imagens

Saiba mais sobre rent-a-car , alojamento , restaurantes na Ilha da Brava.

Nunca o pequeno, o belo e o colorido se fundiram de forma tão harmoniosa. Com apenas 64 km2 e um nevoeiro persistente e característico, esta é a ilha das mulheres bonitas e do criador das mais belas mornas crioulas, o poeta Eugénio Tavares.

IlhaBrava

Ao visitar a sua principal atracção, a Vila de Nova Sintra, considerada a mais bela cidade do arquipélago, podem encontrar-se casas de sonho com jardins floridos. A humidade e frescura marcantes deste local proporcionam o desenvolvimento de uma vasta vegetação e o facto de cada casa ter como apêndice uma pequena horta.

Não é por acaso que Nova Sintra foi o nome escolhido para esta vila pois assemelha-se muito à de mesmo nome em Portugal. A praça central Eugénio Tavares é o símbolo de como a beleza da natureza ornamenta estas paragens. Como se de uma festa constante se tratasse, as suas ruas encontram-se decoradas com uma variedade infinita de flores e árvores.

Outros locais de interesse e visita nesta ilha são a Furna, Fonte do Vinagre e Fajã d'Água. Na Furna, zona piscatória por excelência, encontra-se o porto da ilha e o acesso a esta pequena e pacata aldeia de pescadores faz-se através de uma estrada peculiar. Desde a Vila de Nova Sintra até ela distam uns singelos quilómetros recheados de exactamente 99 curvas. Contudo, este facto não faz do passeio uma tortura, uma vez que a beleza da paisagem envolvente e vistas sucessivas do imponente vulcão da ilha do Fogo, nos embalam num misto de contemplação e descontracção.

Fonte do Vinagre é, como o próprio nome indica, uma nascente da qual brota uma água com um sabor muito ácido. Sendo a água de eleição dos povoados ali próximos, o seu sabor e particularidades medicinais provêm de um solo onde se pensa existir um enorme filão de metais. Não obstante as suas vantagens como água mineral, é contudo notório nas pessoas que a consomem o efeito enfraquecedor do cálcio dos dentes.

Fajã d'Água, zona verde e contrastante com o azul do mar, é uma baía desde sempre acolhedora de embarcações em dias de tempestade, por se encontrar abrigada dos ventos fortes de nordeste, muito vulgares nesta zona. Com condições sem igual para a pesca desportiva, tem um carácter histórico muito importante na ilha porque foi nela que outrora se refugiaram baleeiros americanos. Este facto foi o trampolim para o início da quase exclusiva emigração dos seus habitantes para os Estados Unidos da América. Com efeito, é prática corrente encontrarem-se nesta ilha em particular referências a este país ao nível da linguagem e produtos de consumo geral.

Um pouco ao lado de Fajã d'Água, em direcção a sudoeste, encontra-se o local que detém o acesso mais vulgar para quem alcança a Brava, o aeroporto. Este é também um motivo de destaque pois, de todo o arquipélago, é o que mais se evidencia pelo local onde foi construído e pelo tamanho que tem. Porta-aviões é a perfeita metáfora para ele.

De uma maneira geral, por se tratar de uma ilha de beleza exuberante, em qualquer das povoações por onde se passe, a alegria da contemplação é constante. Para além dos locais de maior destaque, é de salientar que nas zonas mais discretas nos surgem com facilidade momentos únicos de bem estar.